quarta-feira, 23 de maio de 2012

Jaz


Foto de http://www.matimage.blogspot.com

















É morto meu sonho supremo.
Avanço no igapó da vida
em idades deslizadas a remo.

À noite luarada, becos de rios
                           [asfaltados
refletem minha atenção refratada.

De repente, uma lembrança
como que ressurgida nasce.
 
[Olho para cima.]

Em ocos de troncos e ramos
                                [secos
é onde habita minha esperança
                            (aspergida).


(Eduardo Magalhães .'.)

Nenhum comentário: